Além da vida


Além da vida, há um jardim, o mesmo repleto de flores raras, um bosque representando a pureza, cujo há frutos aos montes nas árvores, pássaros cantando em seus ninhos, caminhos regados a folhas ressecadas e verdes, mesclando o antigo e o novo, chapeuzinho vermelho cantarolando dentre flores, um vasto campo de gramíneas recém-nascidas e lírios, uma cesta repleta sobre uma toalha jogada ao chão, um velho ao centro da mesma, separando com seu olhar dois jovens, ela com uma faixa na cabeça e um anel dourado no anelar direito, ele com pedras e rosas dentre seus dedos calejados, com olhares longínquos. Auréolas por entre suas cabeças, uma foto por mim é reproduzida, de um ângulo que não contemplava inteiramente o espaço, não havia sombras. Nunca viste o sol tão próximo, uma porta entreaberta ao seu lado, a qual se via quatro degraus de uma escada, era tarde, o tempo estava encerrando, era o instante do sim ou do não, o caminho deles se fecharia para sempre.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s