Até quando insistir


 

Até quando insistir?’ Não foram poucas as vezes em que encarei essa pergunta. Não foram poucas as vezes em que encontrei várias respostas. Ainda assim, nós sempre parecemos cultivar uma estranha tendência à tortura. Uma estranha vontade de irmos bem além do que deveríamos. Então, estou mais uma vez aqui. Na constante busca por uma resposta definitiva. Até agora, encontrei esta: não desista de si para insistir em alguém. Parece simples? Bem, não é. É uma árdua filosofia de vida. Afinal, quantas vezes não nos calamos? Quantas vezes não nos moldamos até pontos quase irreconhecíveis? Estranhos aos próprios olhos. Uma profunda negação e abandono. Agora, esta é a minha mais sólida verdade. Não desistir de si. Não se anular por inteiro apenas para estar com alguém. Uma resposta óbvia? Talvez. Ainda assim, necessária. Um lembrete essencial para os atuais dias. Quando parecemos insistir tanto naqueles já não mais aqui.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s