A tragédia está na morte ou na vida?


Certa vez ouvi uma história um homem que era executivo do Banco Bradesco. Atendendo um chamado dos céus, ele largou tudo no Brasil e foi para um país da America latina ser missionário. Um dia, já vivendo a missão, o mesmo estava indo levar ceia para alguns cristãos em lugar remoto. Quando um grupo de uma facção chamado Sendero Luminoso brincou com ele de tiro ao alvo, o alvejaram derrubando o da moto. No outro dia o encontraram morto em meio a um grande rastro no chão. Ferido ele rastejou durante muito tempo em um momento de agonia e dor. Deixou esposa e filhos desconsolados em meio a uma morte trágica.
Lendo este triste episódio, lembro da morte dos apóstolos, começando por Estevão o primeiro mártir que morreu apedrejado, alguns deles se foram desta terra crucificados, outros esquartejados, João Evangelista foi sentenciado às minas na ilha de Patmos. Ele escreveu o livro profético do Apocalipse em um lugar hostil. João foi mais tarde posto em liberdade e retornou para o lugar onde hoje fica a Turquia. Ele morreu velho, sendo o único apóstolo a morrer em paz.
A tragédia não está em como morremos mas em como vivemos. O que dita o propósito de Deus em nossas vidas não é a forma em que seremos arrancados desta terra, mas se vivemos ou não para ele em vida!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s