O cadeado


Eu precisei bater com a cabeça várias vezes naquela porta pra saber que a janela, ao lado, estava aberta, mas que só eu quem não conseguia enxergar. Eu precisei testar todas as chaves que estavam no meu bolso para tentar abrir um cadeado e nunca consegui, sem saber que a única chave que abriria era a que tava guardada no meu coração. Eu precisei cair várias vezes para aprender a levantar, caminhar, correr e voar. Eu precisei dar de cara com a ilusão para aprender a viver da realidade. Hoje, quando eu vejo uma porta fechada, eu pulo a janela. E quando dou de cara com um cadeado trancado, procuro a chave do meu coração. Ando pisando mais firme por aí, de olhos abertos e sempre atento com o que estás por vir. Um pouco frio, calculista e não esperando nada das pessoas, não é nem por maldade ou receio, é só para o meu bem mesmo. É bom pensar em mim.

 

 

Anúncios

2 comentários em “O cadeado

  1. Só não deixe que a frieza congele teus sentimentos!
    A gente ainda vais e machucar muito e nem tudo dá para se privar, o importante é não deixar a frieza interferir nos sentimentos de amor, carinho e felicidade!

    Aliás, eu adoro o jeito que escreve!

    Bjs.

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s